Visualizações

Era Mortal - Myrthos

De Mystical Tales

(Redirecionado de Linha do Tempo)

SELO DE QUALIDADE TEMPORAL

Myt2018.jpeg Esta página foi marcada com o Selo Temporal. Seu conteúdo é considerado oficial para a fase Myrthos 1630+. Pode confiar no conteúdo, pois está atualizado.

História Oficial

Historia.png Esse artigo se refere à um elemento da história oficial do MyT. Use as informações desse artigo com cuidado para não cometer meta-game e de forma alguma altere seu conteúdo!


As informações dessa linha do tempo dão uma visão geral sobre a história recente de Volund que culminou na descoberta das terras onde se passa a fase atual: Mythos. Para informações mais específicas de certas regiões ou reinos, visite as linhas do tempo correspondentes ou suas as páginas específicas.

863 - Na primavera acontece a Ascensão Moraviana. Assim, Bel-Luna, Ruvian e Luyaran - incluindo Eldanore e Jhan - são tomadas por moravianos, uruks e kobolds sob comando de Kiba Al'Sdrahr. No outono os últimos navios de refugiados chegam a Belsand. No inverno vem a público o Casamento Real de Belsand Lorelai Mirri e Rafael LaVeque, reis de Belsand.

864 - Começam Escavações no Sul de Volund, Eldanore e a Torre dos Magistrados são destruídas.

867 - Belsand começa a Guerra no Norte, é o início do Revide dos Bravos.

870 - Wax, a Rainha das Bestas, começa ataques diretos contra Belsand, sequestra Araon Werris Taltor, arque mago ruviano, para obter mais poder para si.

871 - Marcado como o Ano do Revide dos Bravos. Nasce Klaus LaVeque, mais tarde conhecido como o primogênito dos 100. Abre-se a convocação para os Dragões de Belsand, levanta-se a hipótese da existência de terras distantes de Volund e é arquitetado o cerco a Ruvian.

872 - Os Dragões de Belsand tomam Ruvian, descobre-se um acesso alternativo às galerias de Moravia. Belsand, junto com Kanar arquiteta um plano de invasão.

873 - Kanar engana a Moravia e derruba grande parte do Exército Moraviano que estava no Sul em um bombardeio fulminante.

Drows e Belsand invadem a Moravia pelo subterrâneo e conseguem destruir Wax. É descoberto que Kiba estava sob domínio de forças sombrias. De volta à normalidade, Kiba assina o fim da guerra. Após 10 anos, é o fim do Domínio Moraviano.

874 - Bel-Luna volta a ser uma cidade livre e é reconstruída. Luyaran está em ruínas e os elfos reúnem-se na costa desesperados ao verem Eldanore submersa e Malinörme, a árvore sagrada, morta.




Inicia-se uma era de paz e reconstrução entre os povos.




876-886 - Muitos ex-militares de alta patente de Moravia começam a assumem o nome Al'Sdrahr, autoproclamando-se nobres e reclamando regiões para si. Os de baixa patente, agora desempregados, formam grupos de bandoleiros que assombram estradas e novos vilarejos.

887 - Morre Kiba Al'Sdrad e seu filho Sothern Al'Sdrahr, cuja a mãe é um mistério, assume o poder impedindo na base da força, um golpe de estado de um grupo de militares saudosistas que queriam o domínio moraviano devolta.

889 - Rei Rafael LaVeque, há muito afligido por uma doença misteriosa, sai com seu alasão durante a noite de ano novo. Segundo Olaf, o porteiro, ele iria a Kanar resolver um assunto sério. Jamais ele volta a ser visto com vida.

890 - Klaus LaVeque assume a coroa LaVeque, decisão de Lorelai, porém é contestada por muitos irmãos, que recebem terras cedidas por na Retratação Moraviana, onde fundam novos vilarejos sob títulos de nobreza.

894 - Lalas desaparece de Kanar junto com boa parte dos tesouros. Inicia-se guerra civil de múltiplos lados, com vários capitães proclamando-se novo senhor dos mares por serem filhos diretos de Lalas, portanto o melhor dentre os homens do mar.

895 - Acaba a Guerra dos Capitães, restando apenas um jovem louco no porto Kanar, Oytran, proclamando-se senhor dos mares.

899 - Lorelai LaVeque, que então era uma anciã, é enterrada no coração de Belsand em um mausoléu construído às pressas sob a praça da cidade.

900 - A Ameaça Pirata retorna aos mares de Volund.




Inicia-se uma era de vassalagem. É o início ao que os historiadores, séculos depois, chamariam de Coroa do Coelho - quando a nobreza de Volund começou a se multiplicar e miscigenar.



901 - É fundada a Armada de Volund,a esquadra que seria a primeira fundação em conjunto dos reinos de Volund, e que mais tarde, em 1290, culminaria na Confederação Volundiana.



Passam-se quinhentos anos em que os Elfos perdem-se sua identidade, a nobreza humana multiplica-se e o último orc vivo em Volund morre. Além de se formar a Confederação Volundiana, a união de muitas bandeiras a fim de uma organização que zelasse pela paz - uma medida encabeçada por Cinco Famílias Nobres (ano 1290).




1400 - Um navio batedor da Confederação Volundiana confirmando o avistamento de uma grande massa de terra, registrado por Usgalthar Al'Kanadrad, mestre de gávea do Falo de Eyliel, comandado por Matilda Mirryan. O relatório da tripulação registra que o lugar é habitado somente por orcs.

1402 - A Confederação Volundiana decide por enviar colonizadores à nova terra. A Confederação anuncia que nenhum elfo precisaria pagar seu deslocamento e todo e qualquer humano que se voluntariasse a lutar contra os nativos, ganharia um título de nobreza válido somente para a nova terra. Além disso todo homem que sobrevivesse ganharia 300 moedas de cobre, uma faca e um castiçal.

1403 - Forma-se, então, a maior esquadra que Volund tem notícia. A Capitã Matilda Mirryan, a bordo do Falo de Eyliel, toma a liderança da Armada de Volund e conduz o evento que viria a ser chamado de O Massacre Órcquico.

1405 - Acontece uma batalha épica. A cada cinco homens volundianos, um orc caía, tamanho o mal preparo do exército humano. Recuar não era uma opção e, após apenas um ano, o imenso exército de Volund triunfou, apesar das enormes baixas sofridas.

1407 - Inicia a colonização do novo continente, batizado de Myrthos em homenagem ao pai do mestre de gávea do Falo de Eilyel e primo do pai de Matilda Mirryan que conduziu a invasão.

1408 - É fundada a Vila de Belaryar em um lugar razoavelmente seguro da nova terra, que se mostra ainda maior que as estimativas.

1409 - É descoberta a Unificação Órcquica em Myrthos e a aliança Drow. Usgalthar Al'Kanadrad morre do coração, quando recebe a notícia.


Colônia de Belaryar

1410 - MYRTHOS - Gerth Alkanary é deposto do cargo de Regente de Belaryar por desvio de impostos e Ahlundra assume.

1411 - MYRTHOS - Com o crescimento demográfico e o desenvolvimento da nova colônia, o descontentamento dos não-mais-tão-nobres-assim de Volund, que queriam uma fatia dessa torta, também começou a aumentar. Os devidos impostos quase nunca foram pagos, e a cobrança nunca fora algo fácil de se fazer. Gerth Alkanary é deposto do cargo de Regente de Belaryar por desvio de impostos e Ahlundra assume.

1411 - MYRTHOS - Alundra abandona o cargo e Lana assume o cargo.

1411 - MYRTHOS - É encontrado evidências históricas de que os anões habitaram o continente mas seu paradeiro é desconhecido

1412 - MYRTHOS - A fim de libertar uma jovem que fora sequestrada, aldeões de Belaryar entram em confronto com Ophidianos em uma ilha ao sul de Eresiere. Sem saber, eles comprometeram um dos Selos de Alkron, o que permitiu que uma entidade ancestral voltasse a influenciar Myrthos,

1413 - MYRTHOS - É descoberto a existência desta entidade de poderes inimagináveis, chamada Devorador

1415 - MYRTHOS - Lana desaparece após incursões na Floresta Negra. Marie Ann toma a frente usando a Guilda comercial como alavanca.

1415 - MYRTHOS - Os colonos depõem Marie Ann e um conselho provisório fica a frente da cidade. Solon Sveque apoiado pelo conselho, toma a frente.

1417 - MYRTHOS - Solon Sveque é morto no episódio conhecido como Massacre da Ponte e Emese, a Rubra, braço direito de Solon, assume o governo.

1418 - MYRTHOS - Cabat Al'Sdrahr funda Porto Vila, um forte-cidade designado a arrecadação dos impostos, e escoamento de produtos ao velho mundo.

1420 - MYRTHOS - Emese deixa o governo sob a tutela de Aria Montgomery, é a primeira governante da Colônia sem ascendência nobre.

1423 - MYRTHOS - Os elfos abandonam Belaryar e fundam a Vila Élfica

1424 - MYRTHOS - Um grupo rebelde tenta tomar controle de Belaryar, e planejam separar a Colonia de sua terra-mãe: Volund. Esta, envia tropas para evitar a perda de sua Colônia, iniciando a operação para retomar o controle em Belaryar.

1424 - MYRTHOS - Major Morgan dá um golpe depondo Aria sob acusação de separatismo e conspiração contra a Armada de Volund. Inicia-se uma tensão e tropas rebeldes lideradas pelo Coronel Boyle se aliam aos Elfos do Outono. Brock Rigidus lidera um ataque avassalador sobre as tropas de Morgan e Boyle, restabelecendo a ordem na colônia.

1425 - MYRTHOS - Mahburg, a maior tribo de Orcs entra em conflito com os Drows.

1425 - MYRTHOS - Volund tem sucesso em sua missão, e Belaryar é retomada do grupo rebelde, colocando um fim na guerra civil que se perpetuou por meses em Belaryar.

1426 - MYRTHOS - Aria Montgomery volta à regência, ao lado de seu marido e conselheiro, Filmore Argoleir.

1426 - MYRTHOS - Drows retaliam o ataque de Mahburg, colocando fim na maior tribo orc existente. Orcs que sobreviveram, vagam pelo continente de Myrthos. Acabando por vez a relação entre dos Drow e Orcs.

1427 - MYRTHOS - A presença dos Drow na superfície é notada por Belaryar e ao mesmo tempo uma força muito antiga é sentida pelos cantos do continente de Myrthos.

1428 - MYRTHOS - Através de investigação de diversos grupos de Belaryar, principalmente pela Triplice Lor e seus acólitos. Descobriram que a força antiga que destruía e trazia a morte por onde passava era ação da Entidade Anciã, chamada até então de O Grande Devorador.

1429 - MYRTHOS - A vila élfica cai perante o poder do Devorador. Os sobreviventes se espalham pelo continente, poucos retornam a Belaryar pedindo asilo.

1430 - MYRTHOS - A Noite Sangrenta acontece, evento no qual os Drow através da tecnologia anciã de Dasypus, conseguem “estender” a duração da noite e atacam Belaryar, Já era um desejo antigo da Matriarca Drow destruir Belaryar, desde a sua criação. Belaryar resistiu o máximo que pode e quando conseguiam virar a situação, O Devorador atacou, engolindo Belaryar e o exército Drow. Tornando Belaryar um poço de sangue.

1430 - MYRTHOS - Aria e Filmore morrem devido nos portões de Porto-Vila, após usarem todos seus recursos salvando colonos da morte.

1430 (Horas depois) - MYRTHOS - A Colonia de Belaryar é tomada pelo Devorador e os remanescentes que lutaram bravamente para defendê-la, tiveram que se abrigar em Porto Vila. Três pessoas foram vistas enfrentando o Devorador naquela noite.


Temendo o pior, Volund investe muitos recursos na fortificação de Porto Vila e Moravia aplica técnicas de climatização para expandir o oasis de Shaar e viabilizar um novo povoado.

1615 - MYRTHOS - É fundada a freguesia de Ponta das Almas é elevada a categoria de Vila, subserviente à Cidade de Porto-Vila.

1615 - MYRTHOS - Leonel Gaspar assume o governo de Porto-Vila e acumula o cargo de gerente de Ponta D'Alma.

1630 - Inicia a Nova Fase.
Ferramentas pessoais